segunda-feira, 4 de abril de 2011

Homilética

Sermões
1-    Expositivo Narrativo (não pode sair do texto) e Tópico Temático
2-    Biográfico
3-    Doutrinário
4-    Evangelistico

Gênero -> Tipo
-Missões
-Pastorais
-Infantil

Preparo de um sermão

1º - Oração
2º - Assunto
3º - Livro

NT
-Evangelhos
- Históricos
- Epístolas
- Proféticos

Hermenêutica -> para qualquer sermão

1-    Exegese (vocabulário) Tipo / Simbolo
2-    Principio Permanente
3-    Síntese -> Pontos Principais  
a-    Gênero
b-    Povo
c-    O mensageiro / quem escreveu / acontecimento ou momento

Sermão Tópico Temático

- Estrutura de um Sermão
-Texto – ler o texto
-Introdução – dados históricos ou outros elementos
-Transição ou passagem
-Tema
-Divisões (2 ou 3) – Explicar e depois aplicar (correlacionar o tema)
  Todo sermão deve edificar/consolar/exortar
  Normalmente o clímax deve vir na 3ª divisão
-Conclusão – repita o tema e recapitule as divisões ou aplicação do tema
-Aplicação

Sl 51:1 - Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.

Salmo de Davi
Palavras chaves – misericórdia(pedido de ajuda) / transgressões(erra o caminho) / benignidade(amor ou bondade)


Introdução: Breve histórico de Davi

Transição: O texto sobre o pecado de Davi, mais um breve relato de crises (stress etc) como destrói o homem

Tema: Resistindo as crises

Divisões
1 – Clamando por misericórdia -> Sl 81:7 – Gratidão
2 – Buscando a benignidade -> Sl 46:1 – Socorro
3 – Fugindo da transgressão -> Sl 55:6 – Não correr enfrentar problema

Conclusão : Clame por misericórdia, busque benignidade e fuja das transgressões

Aplicação pode ser agora ou nas divisões

Sermão Expositivo Narrativo

Não podemos sair do texto, somente citar textos que se ligam. Temos que ler o texto todo.

Sl 23 - O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas.
Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.
Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda.
Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

1 – Poético
2 – Autor Davi
3 – Do que ele está falando no texto – Alegria em servir a Deus

Palavras chaves
1-    Nada me faltará -> de nada sentirei falta / quem tem Deus não sente falta de nada
2-    Justiça -> atributos de Deus ->padrão de Deus em ser justo
3-    Vale da sombra da morte -> 1-geográfico 2- Palavra 3-mundo espiritual
4-    Unges minha cabeça com óleo -> cuidado com a ovelha em ungir para curar as feridas
5-    Bondade e misericórdia
6-    Longos dias

Tema: Nada me faltará. Por quê?

Introdução: Usar uma ilustração em relação ao texto ou posso usar o gênero->Poético

Transição: autor do Salmo (vida e momento)

Divisões (Descarto a 1ª frase, pois ela é meu tema)

1 – Porque Deus é justo. V.3
2 – Porque me livra do Vale da sombra da morte.  V.4
3 – Porque Deus é longanimo. V.6

Conclusão: Volta ao tema e recapitula as divisões

Aplicação: pode ser utilizada nas divisões, sempre dentro do texto.


SERMÃO BIOGRÁFICO

1º - Descobrir o Personagem (Pontos principais até 4 pontos)
1-    Quem é ele? (nacionalidade, costumes, pai etc)
2-    Qual é o propósito?
3-    O feito mais importante. Pegar 3 fatos e condensar
4-    Como ele termina?

Texto: I Rs 18:39
Quando o povo viu isto, prostraram-se todos com o rosto em terra e disseram: O senhor é Deus! O Senhor é Deus!

Introdução: Personagem que pode ser não Bíblico da história

Transição: 1- Quem é ele?   2-Qual é o propósito?    3-O feito em uma relação de concordância que mais importa

Tema: Quem foi Elias?

Divisões:

1-    Um homem natural. I Rs 19:3
- Teve medo
- Teve crise
- Pediu a morte

2-    Um homem de coragem
- Não vai chover. I Rs 17:1 (só choveu quando ele mandou)
- Achei-te. I Rs 21:20
- Se sou homem de Deus. II Rs 1:9

3-    Um homem espiritual
- Profeta
- Provisão (viúva de Cerepta / Corvo)
- Obediente

Conclusão: Hb 11:36-39 - Elias era um homem de que o mundo não era digno, por isso Deus tomou para si.

Aplicação: pode ser utilizada nas divisões, sempre dentro do texto.


SERMÃO DOUTRINÁRIO

O que é uma doutrina?
- Ensinamento que regem uma religião ou princípios

1º - Escolher a doutrina (TESE)
            - Escolher pelo menos 4 pensadores (Berkof, Gruden, Paulo etc)

Matérias -> Teologia Sistemática -> Deus
               -> Cristologia -> Cristo

Para iniciar o Sermão:

1-    Tese -> Apologética
2-    Pensadores -> Paulo Romero, Tertuliano, Policarpo etc
3-    Texto -> II Pe 2:21
4-    Pano de Fundo -> Histórico
a – contra o que é a mensagem (gnosticismo, falsas doutrinas, paganismo etc)
b – que povo é esse? (Judeus e Gentios) os vícios de todos que fundiram diversas religiões em uma só religião, o cristianismo. As influências que Cristo teve para este povo (é aqui que vamos chamar a atenção de nosso auditório)
c – Principais diferenças, o que eles estão vivendo ali é diferente que nós estamos vivendo aqui (guardar para a hora certa)
5-    Montar o Sermão

Texto: II Pe 2:21

Introdução: usar o texto, o contexto e porque Pedro escreveu e o seria o versículo 21 e 22. Trabalhar o texto e falar do autor.

Tema: Defendendo a fé

Divisões:

1-    Mantendo o relacionamento com Deus
- Ninguém pode defender a sua fé sem ter um relacionamento com Deus

2-    Enfrentando as falsas doutrinas
- a fé não pode ser mudada

3-    Mantendo princípios
- nenhuma fé fica em pé sem princípios familiares, espirituais (testemunho cristão) e eclesiásticos

4-    Tomando uma posição
- usar as diferenças – Pedro combatia o gnosticismo nós acreditamos num Deus real.

Conclusão: pode-se usar uma frase de um pensador ou um provérbio, relembrar os tópicos.


SERMÃO EVANGELISTICO / MISSIONÁRIO

1-    O lugar (propósito)
- ar livre
- igreja
- congresso de missões
- país ou estado ou minha cidade

Divide-se em 2 partes:
1-    Salvação de almas (ar livre / igreja)
2-    Conscientização de missionários (igreja)

Alguns cuidados:

a-    A mensagem evangelística é para qualquer culto, ele não pode ser um sermão complicado.
b-    Todo sermão evangelístico tem que ter o plano da Salvação
c-    Conscientização do publico alvo é o crente e o foco é angariar recursos ou pessoas para o campo. Podemos usar todas as epistolas e alguns personagens do AT e Atos dos Apóstolos. Usar a Teologia das Missões.
d-    Sermão de conscientização missionário o apelo deve ser feito por quem pregou.

SERMÃO EVANGELISTICO

Texto: Jo 3:16

Introdução: O Testemunho

1-    Começo, meio e fim (alegre)
2-    Sintese
3-    Só pode durar 7 a 10 minutos

Transição: Contexto (Plano da Salvação / Jesus Cristo)

Tema: em busca da vida eterna

1-    Através da fidelidade
- (Deus sustenta aquilo que criou) Por que você está vivo?
Abordando parte do testemunho e com problemas do dia a dia, doença etc.
Você está vivo por causa da fidelidade de Deus.
Você chegou até aqui porque Deus é fiel.

2-    Através do poder
- quem é como o Senhor Nosso Deus?
Usar textos AT que reforçam Seu poder como abrir o mar vermelho etc, Sl 115 e 19
- o que Deus não pode fazer na sua vida?
- qual é o seu impossível?
Traga tópicos do testemunho

3-    Através do amor de Deus
- Quem daria Seu Próprio Filho para o mundo?
- Jesus é a forma do amor de Deus.
- A vida eterna é Jesus.

Conclusão: recapitularas divisões e aplicar

Fazer apelo

SERMÃO CONSCIENTIZAÇÃO MISSIONÁRIA

Texto: Jo 15:16
Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.

Introdução: Teologia das Missões / Artigo ou testemunho ou Paulo ou um personagem

Transição: Contexto do texto e as escolhas de Deus

Tema: Chamados ou escolhidos

Divisões:

1-    Nem todos que são chamados são escolhidos
- Não entrar em pré destinação e sim sobre o trabalho

2-    Chamados para quê?
- Ser um testemunho Vivo, sal da terra, discípulo de Cristo.
Honestidade não é uma virtude é uma obrigação
Chamado é pessoal e intrasferivel

3-    Escolhidos para quê?
- Você pode ficar chamado dando testemunho ou escolhido para levar seu testemunho para buscar pessoas para Cristo.

Conclusão e aplicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário